domingo, 5 de outubro de 2008

A TERCEIRA SEMANA



Olá amigos,

Voltei para contar mais uma semana, que se passou:

Na segunda feira, tudo correu normalmente, ele comeu no refeitório e foi um dia para se dizer agradável.

Na terça feira, foi um dia também agradável, mas para ser bom, o Nuno conheceu um menino chamado Vasco, que está no centro de formação a tirar um curso, não sei se o menino é diferente ou não, mas como para mim isso não interessa, só sei que estiveram de tarde juntos no computador e deram-se muito bem, o Nuno chegou a casa com a felicidade estampada no rosto, porque tinha arranjado um amigo que até era bombeiro.

Na quarta, houve greve mas nada a atrapalhar, ficou toda a manhã no computador e a fazer trabalhos,enquanto as professoras de apoio aproveitaram e fizeram uma reunião.

Na quinta também nada há a registar, tudo bem.

Na sexta feira, tudo correu bem normalmente, mas uma semana sem baixos não é semana. Quando chegou a casa pediu ao pai para sair e dar uma volta, e o pai Jorge sim senhor disse-lhe para ir tomar banho rápido para saírem, para voltarem, antes de a mãe chegar a casa por volta das 20h. O Nuno tanto andou a passarinhar a ver televisão, demorou a tomar banho quando chegou a vestir-se, estava eu a chegar a casa, então o pai Jorge já não quis sair, porque eram horas de jantar e eu já estava em casa, mas o Nuno queria era sair, não queria entender que já era tarde e que tinha que jantar. Então o Nuno começou a barafustar, não queria tomar o medicamento, não queria jantar e o mais grave foi ir para o quarto bater com os pés no chão, eu cheguei adoentada com gripe e ter que "aturar"aquilo tudo estava a ser demais, já lhe tinha dito para parar que me doía a cabeça e estava doente, mas ele não ligou e cada vez parecia que fazia pior, até que o meu limite chegou ao fim, bati-lhe "é o que eu mais detesto fazer"no fim virei-lhe as costas e fiquei muito mal, fechei-me no quarto a pedir a DEUS que me desse calma e que ele acalmasse, ouvi o pai Jorge dizer-lhe que era bem feito que a mãe tinha razão, e virou-lhe também as costas. Passado algum tempo, ele sai do quarto e diz, "está bem, está bem eu tomo o medicamento e vou jantar", eu também fui jantar com eles, não houve conversa durante o jantar, no fim de jantar foi lavar os dentes e foi-se deitar, eu fui ao quarto dele e já estava deitado, abri a luz de presença e quando ia para lhe dar um beijo ele abre os olhos, eu calmamente perguntei-lhe se podia-lhe dar um beijo de boa noite, ele disse que sim e dormiu até ao outro dia sem mais precalsos.

No sábado, assim que acordou veio ter comigo e perguntou-me se já estava melhor com ele, eu respondi-lhe que era muito triste e me sentia triste porque lhe tinha batido, que era a última coisa que queria fazer, e que era triste porque só assim é que ele parou. No sábado foi só beijinhos e abraços da parte dele, para mim e para o pai, mas eu ia dizendo-lhe que ainda estava um bocadinho triste por ele ter reagido como reagiu.

Amigos, por hoje fico por aqui.

Vou passando e escrevendo.

beijinhos do tamanho do Mundo

29 comentários:

Ovinho Estrelado disse...

Minha querida tia Paula, relativizando o que se passou de menos positivo (que eu bem sei como se sente...), diz-se que uma boa palmada de mãe faz milagres. Dói no coração, pois dói. Mas mais mimos teve no dia seguinte do Nuno.

Quanto à semana escolar: extraordinária! Parabéns ao Nuno que está a adaptar-se lindamente e parabéns a toda a equipa pedagógica que o acompanha.

Deixo-lhe um beijinho igual aos que me deixa a mim: do tamanho do mundo!

Mina disse...

Paula
Do mal o menos ,pelo menos a escola está a ser adpatitiva, e criar amigos é fundamental e essencial...
Quanto á situação caseira é muito doloroso teremos de chegar aos nossos limites. Mas somos humanos.
Felizmente que tudo se resolveu...
Uma boa semana
Bjocas

Mrs. Sea disse...

Minha querida...
Às vezes uma palmada não faz mal e no teu caso, como podes ver, não fez mal nenhum... ele até compreendeu... Eu também levei muitas palmadas [pergunta à minha mãe!:) ] e com essas palmadas também aprendi! E o Nuno, dada a reacção, também aprendeu!

Ele é um bom menino, nunca duvides!

Bjins e muita boa sorte para esta quarta semana! :)

Carecaloira disse...

Amiga,

apesar de tudo o balanço da semana é positivo, e por isso deves dar graças a Deus.
Todos temos percalços, na tua casa não é diferente. O que tens é de relativizar, como diz o ovo, dás mais importância ao que de bom acontece e o que não corre tão bem fazes por esquecer. Não sabemos quanto tempo cá estamos por isso toca a aproveitar e desfrutar dos momentos bons.

Parabéns ao Nuno, que apesar desse incidente se tem portado muito bem.

Beijocas grandes para os 3
Marina

LuisaB disse...

Que dizer?
Custa sempre quando se tem de educar e por vezes com alguma força porque com a palavra é só "bater no molhado " como se costuma de dizer e Santo está no altar e nós Mães estamos na Terra, logo...a paciência tem limites e sobretudo quando se está doente ou abatida não é fácil. O Nuno vai entender isso na próxima vez que vir a Mãe cansada e adoentada já não fará birra.
De resto fico contente de saber que se está a integrar tão bem, de facto a escola era o problema, no caso do meu não foi assim, em todas as escolas a "exclusão" do bruno estava patente desde logo com a indiferença dos outros quase todos perante ele e realço sempre o excelente comportamento que ele tinha perante colegas, professores e auxiliares de educação. Não teve sorte em escola alguma. Infelizmente por cá devem andar de olhos vendados por causa do brilho do Sol!
Abracinhos

Zabour disse...

Minha querida, uma palmada na hora certa nunca fez mal a ninguém. Se os professores pudessem fazer o mesmo, se calhar tinha-se evitado muitas faltas de educação e muitas chatices, mas há quem diga que os meninos podem ficar traumatizados. eu levei algumas palmadas e só me ajudaram a ser a mulher que sou hoje. Por isso tem calma ctg pk fizeste muito bem. O Nuno precisa entender que os pais têm vontade própria e que nem sempre estão disponíveis para fazer o k ele quer. A isso chama-se aprender a viver.

Bjokas e fico à espera de mais novidades

Linda disse...

Paula querida!!!
Guarda as coisas boas e esquece as más...
Uma palmada na hora certa nunca fez mal a ninguém, eu levei tantas e olha para mim... não sou traumatizada! Aliás acho que hoje em dia o que faz falta são umas boas palmadas.
Sabes que com o Nuno é um pouco diferente. Mas ele entendeu! por isso no dia seguinte a reacção dele já foi mais amena...
Beijinhos
Linda

P.S. Devo-te uma visita

paula disse...

olá!
uma palmada nunca fez mal a ninguém...
as crianças precisam de regras e no final de contas até gostam de as ter...
força
beijinhos de luz
Paula Padinha

Vânia disse...

Olá Paulinha!

Não penses tanto nas coisas negativas. Afinal qual é a mãe que de vez em quando não dá uma palmada no seu filho. Tu és mãe e só tu sabes a melhor maneira de lidar com o teu filho.
Por vezes parece que a palmada doi mais em nós do que neles não é?
Força mãe coragem e nada de desanimar.

Beijocas!!

Vânia

Menina_marota disse...

Minha querida, como Mãe que também sou qie poderei dizer-te para além de que me comovi com o teu relato e que cada uma de nós, Mães que amamos os nossos filhos, mais que a anós próprias, sabemos o que é melhor para eles.

MUITA SORTE para ti, para o Nuno e para quem vos acompanha, também, nesta Vida...

Beijinhos

Brancamar disse...

Olá Paula,

Para não repetir tudo que já foi dito e muito bem, no fundamental foi uma semana muito positiva e gostei da coincidência do amiguinho dele ser Vasco e Bombeiro, eheheh! Eu tenho um filho que se chama Vasco e quando era pequeno queria ser Bombeiro. Os Vascos são boas pessoas, os que eu conheço são.
A melhoras para ti.
A próxima semana também vai ser boa, acredita.
Beijinho enorme.

Mrs_Noris disse...

O Nuno ao aceitar o beijinho de boa noite mostra que compreendeu e não guardou rancor. O meu é ainda muito temperamental, mesmo explicando calmamente que os castigos são para que aprenda e portanto não deve ficar melindrado ou aborrecido com a mãe.
Bjs.

Ovinho Estrelado disse...

Paulinha querida!

deixo um beijinho ao Nuno e a si!
Bom fim-de-semana e espero que tudo tenha decorrido bem esta semana por aí! E correu tudo bem, com toda a certeza! :)

Xi-coração!

Anónimo disse...

a adolescencia é sempre uma fase complicada...
é sempre duro para um pai bater num filho, quando estao a dormir sao uns autenticos anjos, depois acordam e muitas vezes viram diabinhos. è muito complicado e imagino o quão triste ficaste, no fundo eles tambem se acabam por aperceber que se portaram mal, tal como aconteceu, e tal como n´s tambem querem miminhos, dos quais se veem privados nestas alturas...
desejo-te toda a força do mundo, sabes que os amigos estao ca sempre...

jinhos doces Nuno Alves

Lisa disse...

Bom dia amiga,

Ainda bem que o Nuno está a gostar da escola e os dias estão a passar sem percalços.
É bom, para ele, fazer novos amigos.
Fico muito feliz.
As birras em casa, é normal, só que cansada e doente, querias que ele fosse mais compreensivo. É legitimo.

Deixo-te mil beijos carregados de carinho.
Um xi-coração para o Nuno.

Lisa

O Profeta disse...

Gosto de teler...das tuas humanidades...



Doce beijo

Brancamar disse...

Olá Paula,

Deixo-te um grande abraço e espero que o Nuno continue bem e a fazer muitos amigos.
Beijinhos.
Branca

Lisa disse...

Amiga, o tempo é pouco, mas vim deixar-te um beijinho.

Lisa

DANI disse...

Olá Amiga,

Fico feliz por tudo estar a correr bem, esses pequenos conflitos são muito normais, o essencial é que o Nuno esteja feliz e vocês também.

Deixo um grande beijinho para ti e um abraço à restante familia.

Bom fim de semana.

Linda disse...

Então não há novidades?

Beijinhos
Linda

BETA disse...

Paulita só passei para te desejar uma semana cheia de coisas boas as más vão para o lixo.
muitos beijos um especial para o NUNO

www.arteautismo.com disse...

Paula, nao fique assim , estavas cansada , extressada e doente. Sem paciência....
Acontece aqui também. De vez quando Filipe a irmã arrumam umas quinzubas e eu dou uns tapas nos dois. Mais é raro fazer isso, só quando o caldo entorna. Dar limite a eles ajuda , para não se tornarem rebeldes demais!
O amor de mãe sabe dosar isso. Não é espancamento, mas um corretivo leve. Fica bem minha querida!
Um beijo no Nuno, um beijo grande para voce!
Ray

Brancamar disse...

Olá Paula,

Sei que o tempo é pouco e o trabalho e as preocupações por vezes abundam, por isso vim trazer-te um abraço apertadinho e um beijo.
Já por uma ou duas vezes te vi no msn, mas das poucas vezes que apareces não tive ainda coragem de te interromper para perguntar como vai tudo, porque pressinto que estás ocupada e tenho preferido esperar que ganhes treino com a tua amiguinha de sempre,eh!eh!eh! Mas na próxima vez vou interromper-te mesmo para dizer olá.
Beijinhos para ti e para o Nuno e já agora para o pai Jorge, que também tem muita força.
Sois uma família linda!
Branca

Albertina disse...

Querida Paula
Não tenho aqui vindo (sabes a razão), mas não vos esqueço nunca... E mais palmada, menos palmada, és uma boa mãe e o Nuno é um bom filho!

Beijinhos

Lisa disse...

Passo para deixar beijinhos e desejar um bom fim de semanaaaaa!!!

Fiquem bem!

Lisa

Mário Relvas disse...

Paula Simões,
espero que tenha tido um bom fim-de-semana.

Saudações e um sorriso

O Profeta disse...

PAssei para te deixar um terno beijo...

DANI disse...

Amiga, passo para te deixar um super beijinho e um bem grande ao Nuno.
Tudo de bom para vocês.

Dani

Linda Simões disse...

Um final de semana cheio de paz pra vc.

Beijos carinhosos.